Paleta de Cordeiro Assada – Receita para o fim de ano.

 

paleta de cordeiro do Talho

Receitas do Talho para festas de final de ano.
Você sabia que pode encomendar, além de nossos deliciosos assados, cortes frescos para você mesmo preparar em casa e surpreender seus convidados? Que tal uma bela paleta de cordeiro assada? A gente te ajuda com o ingrediente principal e te ensina um passo a passo bem simples e muito saboroso.

Paleta de Cordeiro Assada:

INGREDIENTES:
1 paleta (ou pernil) de cordeiro com o osso do Quintal do Talho (entre 1,5 e 2kg);
1 garrafa de vinho branco;
1 cebola grande;
6 dentes de alho;
½ xícara de de azeite;
1 colher (sopa) de mostarda;
50g de ervas finas desidratadas;
3 ramos de alecrim fresco;
1 laranja;
Sal a gosto;

MODO DE PREPARO:
Bata no liquidificador o azeite, a cebola, o alho e as ervas finas. Misture-os com o vinho e o alecrim e reserve para marinar. Passe a mostarda por toda a paleta e faça furos pequenos na carne para o tempero penetrar.

Regue o pernil com a marinada e deixe descansar por 1 dia (use um saco plástico, ou uma travessa coberta com papel alumínio). Vire o pernil de lado, pelo menos uma vez. Numa assadeira untada com óleo coloque a peça de cordeiro com metade da marinada e distribua laranja fatiada para perfumar a carne enquanto assa. Cubra com papel alumínio.

Pré-aqueça em forno a 180ºC e asse o pernil por 1h30 a 2h (dependendo do tamanho). Nos últimos 15 minutos aumente o forno para 220º e retire o alumínio para corar a carne.

Para encomendas:
Fone: 19 3836-3030 | 19 999348821 (vivo e whatsapp) | contato@quintaldotalho.com.br

#façaemcasa #receitasdotalho #assadosdotalho #festas #finaldeano #quintaldotalho #parrilla #vinhedo #artesanal

Bife Ancho – o nobre de origem portenha

Corte de origem argentina vem conquistando cada vez mais o mundo todo!

 

carne agus

 

Bife Ancho é a denominação mais comum em países de língua latina – Ancho significa largo, o que indica a forma correta de preparar o corte. No Brasil encontramos como filé de costela e também como Ancho e na Europa conhecido como Noix ou Entrecôte.

O Ancho vem da ponta do contrafilé, retirado das cinco primeiras vértebras da costela bovina. De textura macia e suculenta graças ao seu marmoreio, o bife é composto por duas partes de carne (contrafilé e uma pequena porção de filé mignon) separado por uma fina camada de gordura.

BIFE ANCHO QUINTAL DO TALHO

A recomendação dos chef´s é de preparar a carne a ponto menos ou no máximo ao ponto, assim mantem-se a suculência, maciez e sabor.

As técnicas mais comuns de preparação são na brasa, preparadas em grelhas de parrilla ou churrasqueira ou ainda em frigideira banhada com beurre noisette (manteiga queimada).

Para ter o melhor aproveitamento do corte e desfrutar de todas estas características tão peculiares desta peça é essencial que a carne tenha boa procedência e seja de gado selecionado. No Quintal do Talho o Ancho é possui certificação Angus de novilho precoce e britânico.

Gostou? Vai lá…

Quintal do Talho serve este corte aos sábados, domingos e feriados – consulte disponibilidade.

Horário: das 12H às 16H.

Endereço: Av. Rosa Zanetti Ferragut, 479. Jd. Primavera. Vinhedo/SP.

Fone: 19 3836-3030

FB/quintaldotalho

IG/quintaldotalho

TT/quintaldotalho

Relish de pepino perfeito

O relish se originou na Índia e desde então se tornou popular em todo o mundo. Primo de primeiro grau das geleias e dos chutneys, esta conserva é adorada por muitos e é perfeita para acompanhar um hambúrguer, hotdog, carne assada, grelhada, churrasco, com salada, enfim, é bom com quase tudo!

Deixando a modéstia de lado, esta receita é muito mais gostosa do que a de uma marca que ficou famosa com o catchup e tem a vantagem de ser artesanal. Na verdade, até quem não gosta de pepino, adora este relish. Vale muito a pena fazer.

Experimente fazer um hotdog diferente dos tradicionais sanduíches brasileiro cheio de recheio. Faça um teste em casa. Compre uma boa salsicha, um lindo pão e coloque apenas relish e mostarda. É sensacional.

relish 1

 

A receita é simples, vamos ao passo a passo com todas as dicas…

INGREDIENTES:

2 xícaras de pepinos comuns picados;
1/2 xícara de cebolas bem picadinhas;
1 colher de sopa de sal;
3/4 de xícara de açúcar;
1/2 xícara de vinagre do branco;
Uma pitada de dill (é muito parecido na aparência com o funcho ou erva-doce. Podem encontrar em casas de especiarias e nos mercado é mais comum encontrar junto com os produtos da Companhia Das Ervas)
1/4 de colher de chá de mostarda em grãos;
Uma pitada de bicarbonato de sódio.

Sweet-Pickle-Relish jpg

MODE DE PREPARO:

Divida os pepinos em 2, no sentido do comprimento e retire as sementes com o auxílio de uma colher.

Sweet-Pickle-Relish-prep-1

 

Pique em cubos bem pequenos assim como às cebolas e coloque junto em uma tigela. Junte o sal, misture bem e transfira para uma peneira por 1 hora para que o líquido escorra.
Coloque a mistura numa panela com todos os outros ingredientes e ferva por 10 minutos. Guarde em vidros na geladeira e utilize sempre que quiser.Ele ficará como a imagem abaixo. Se preferir um pouco mais amarelinho, pode colocar uma pitada de cúrcuma ou açafrão no momento em que levar ao fogo, mas é opcional e nós preferimos sem!

re-homemade-pickle-relish608

 

Aproveitem.

 

Pãozinho recheado

Hoje em dia ficou muito fácil e prático trabalhar com massa folhada. Ninguém mas faz em casa pois temos diversas opções prontas, congeladas e de excelente qualidade.

É sempre bom ter um rolinho ou caixinha no freezer que pode quebrar um galho com uma visita inesperada ou para impressionar seus amigos e familiares.

Já demos um belo exemplo aqui com as Rosas de maçã e agora mais uma dica incrível.

Estes pães são super fáceis de fazer e com mil possibilidades de recheios.

  • Tire a massa do freezer meia hora antes de trabalhar para amolecer;
  • Basta abrir a massa em quadrados ou retângulos – de acordo com o tamanho que deseja. Dá para fazer pequenos pães até uma trança maior;
  • Faça pequenos cortes em duas laterais deixando um “corredor” no centro para o recheio, como mostra a imagem;
  • Rechear com o que quiser, o da foto tem peito de peru e tirinhas de muçarela;
  • Para fechar é só puxar as tiras laterais, intercalando o lado direito com o esquerdo até o final;
  • Levar em forno médio, pré aquecido, por mais ou menos 30 minutos ou até ficarem douradinhos.

croassant tutorial

Possibilidade de recheio – algumas com gostinho de natal:

  • queijo brie com damasco ou pera;
  • presunto, queijo, tomate, azeitonas e orégano;
  • quatro queijos;
  • ratatouille;
  • frango com catupiry;
  • presunto com requeijão;
  • bacalhau desfiado;
  • tender com abacaxi;
  • pernil desfiado com cebola e pimentões;

Enfim, deixe sua criatividade solta e recheie com o que quiser.

Espero que gostem.

Fotos: Quintal do Talho. Tutorial: atdigital.com.br

 

 

 

Como congelar e descongelar carne em casa

COMO CONGELAR 1

Congelar alimentos é um grande aliado para quem não pode ir as compras todos os dias. Aliás, quem é que consegue ir todo dia ao mercado para o consumo doméstico? Impossível né?

Para resolver este problema utilizamos o congelamento de alimentos.

Como todo método de conservação acarreta alguns danos no alimento, fazendo de forma correta conseguimos minimizar os efeitos negativos no processo de congelamento, garantindo assim melhor qualidade e menor desperdício.

PARA CONGELAR:

  • Congelar carne aumenta a vida útil;
  • A melhor forma de armazenar a carne são em embalagens de vácuo, pois garante a conservação. Se comprou em embalagem simples a dica é colocar em saquinhos com lacre e antes de fechar retirar o máximo de ar de dentro;
  • Sempre congele a carne fresca e sem temperos – alho e cebola quando congelados tem uma grande alteração no sabor e não são agradáveis;
  • Evite congelar peças muito grandes. Divida em porções menores que correspondam ao consumo do dia;
  • Carne descongelada só deve voltar ao freezer como prato pronto.

PARA DESCONGELAR:

  • Quanto mais lento o processo de descongelamento melhor, pois assim há menos perda de suco, mantendo ela mais suculenta;
  • O ideal é descongelar em temperatura de no máximo 2º C, ou seja, em uma vasilha (de preferência tampada) dentro da geladeira;
  • Não é indicado o uso de micro-ondas ou água quente, já que processos em alta temperatura iniciam o cozimento e faz com que a carne perca seu suco. Este método também altera o sabor, cor e textura da proteína;
  • Se não tiver tempo para o descongelamento em geladeira deixe embaixo d´água, mas muito bem vedada;
  • Para sopas a carne pode ir direto do freezer para o fogão, porém em água fria.

TEMPO DE CONGELAMENTO DAS CARNES CRUAS:

  • Pedaços: 8 meses;
  • Bifes: 6 meses;
  • Carne moída: 3 meses
  • Carnes já cozidas podem ser congeladas por, no máximo, 3 meses.

Bem na palma da mão

Uma dificuldade que as vezes encontramos na cozinha é com relação ao ponto de cozimento das carnes, porém tem um truque que muitos chefes e cozinheiros utilizam que é comparar a textura da mão com os pontos de cocção.

PONTO COCÇÃO

Tocar no alimento não é problema, desde que esteja com as mãos devidamente higienizadas.

Pode testar, funciona mesmo.

Primeiramente cocção nada mais é que o cozimento do alimento através do calor que acarreta na quebra das fibras e consequentemente o alimento sofre alteração na cor, sabor, odor, textura.

Existem muitas técnicas de cocção, que vamos falar em breve. Aqui o foco é o ponto!

SELADO/CRU, a carne está crua por dentro, apenas com uma casca tostado por fora, cocção de aproximadamente 1 minuto de cada lado, a temperatura interna deve atingir 58º.
MAL PASSADA, um pouco mais coccionada ao selado, porém a carne ainda fica sangrenta e suculenta, a cocção para este ponto é de aproximadamente 2 minutos de cada lado, a temperatura interna deve atingir 58º.
AO PONTO, a carne já começa a perder o avermelhado, ainda suculenta, (considerado cru ao paladar de muitos brasileiros). Deve ser coccionado 3 minutos de cada lado, a temperatura interna deve atingir 60º.
BEM PASSADA, deve ser coccionada por 4 minutos em fogo alto de cada lado, e mais 6 com fogo baixo, a temperatura interna deve atingir entre 62º-64º.
TORRADO, amigo, se chegou nesta textura significa que algo saiu muito errado.

Os pontos de cocção são conhecidos como: bleu, saignant, a point e bien cuit no francês e raw, rare, médium rare, medium, well done para o inglês.

Imagens: Quintal do Talho